Nova pagina 1
     HOME
     Escritório
     Áreas de Atuação
     Notícias
     Econews
     LINKS

     CONTATOS
 
 
Cadastre seu e

Cadastre-se para receber nosso informativo.
 

Nome

E-mail

        

 
 

Notícias - Abril/2018

 

Governo de Minas e Comitê do São Francisco articulam ações conjuntas de preservação

[16/04/2018]

O Governo de Minas Gerais está aprimorando a parceria com organizações ligadas à gestão de recursos hídricos no Estado. Entre as estratégias que vem desenvolvendo, uma importante iniciativa foi adotada nesta quarta-feira, 11 de abril, com foco na Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. Na ocasião, o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Vieira, assumiu junto ao Presidente do Comitê do São Francisco, Anivaldo Miranda, o compromisso de assinar um protocolo de intenções para criar uma interface entre o Plano de Recursos Hídricos da Bacia, elaborado pelo comitê, e o planejamento hídrico do Governo Mineiro.

Durante o encontro, os signatários do protocolo discutiram ainda ações conjuntas para preservação e revitalização ao longo do território da bacia.

Para Germano Vieira, a parceria com o Comitê e os avanços alcançados nos últimos anos na gestão ambiental permitirá inovações na regulação do uso das águas em Minas Gerais. “O ano de 2018 começou com a reestruturação dos órgãos do Sisema e temos o intuito de aprimorar, cada vez mais, a gestão das águas em Minas Gerais”, afirma.

O Secretário ainda chamou a atenção para a importância do trabalho conjunto. “Estamos sempre abertos ao diálogo com os Comitês de Bacia para saber quais são os seus anseios e esclarecer o que o governo de Minas pode fazer. Estamos dispostos a avançar em parcerias e criar condições para que, de fato, o gerenciamento de recursos hídricos tenha progresso no estado”, observou Germano Vieira.

Já Anivaldo Miranda destacou a importância da participação dos gestores estaduais no processo de construção do “Pacto das Águas, Pacto da Legalidade e Pacto da Revitalização” e na definição e acompanhamento de ações e projetos a serem financiados com os recursos arrecadados pela cobrança do uso da água na Bacia. “O CBHSF deseja que a articulação com os Estados seja a mais estreita possível, principalmente para dar mais sinergia e complementaridade às ações e investimentos que, tanto a União quanto os Estados e municípios pretendem realizar ao longo da Bacia do Rio São Francisco”, afirmou.

Também presente à reunião, a Diretora-geral do Instituto Mineiro de Gestão das Águas - IGAM, Marília Carvalho de Melo, afirmou que a interface do plano da Bacia do São Francisco com os planos do Governo de Minas Gerais pode potencializar as ações para recuperação da Bacia Hidrográfica, especialmente dos afluentes em Minas, como os rios das Velhas, Paraopeba, Paracatu e Verde Grande, por exemplo.

“A integração das ações dos Comitês de Bacia com as ações públicas das diversas políticas setoriais permitirão a entrega à sociedade de corpos d’água com quantidade e qualidade de águas compatíveis aos diversos usos, e que possibilitem a sustentabilidade do recurso hídrico a médio e longo prazo”, afirmou Marília Melo.

 

Fonte: SEMAD.